15 de Dezembro 2017
RSS
Edição:
#74
Mês:
MAR
Ano:
2005
DESTAQUES SEÇÕES
BLOODBATH
DARK TRANQUILLITY
EYES OF SHIVA
GRAVE DIGGER
JUDAS PRIEST
KIKO LOUREIRO
KREATOR
MARDUK
MASTODON
QUESTIONS
STEVE VAI - G3
SUPERIOR
TIME MACHINE
TRISTANIA
Background - THIN LIZZY - PART I
Backspage
Blind Ear - FANTASMA (BRUJERIA)
Garage Demos
Live Evil - PAUL DI'ANNO / SEVENTH AVENUE
Live Evil - SPECIAL - ANGRA
Melhores do Ano - 2004 - LEITORES ROADIE CREW
Poster - SAXON
Releases CDs
Releases DVDs
Roadie Collection - RUSH
Roadie Mail - Metal Joke
Roadie News
Roadie Profile - ALEXANDER KRULL) E ROADIE CRUSADE
TRISTANIA
Por Ricardo Campos Na primeira metade da década de noventa nasceu, em Stavanger (NOR), uma banda chamada Uzi Suicide, que tinha um direcionamento musical voltado para o Heavy Metal Tradicional. Porém, baixas no 'line-up' fizeram com que Morten Veland (guitarra e vocal) e Kenneth Olsson (bateria) ficassem sozinhos até 1995, quando convidaram o tecladista Einar Moen e resolveram mudar o nome para Tristania, adotando um rumo sonoro um diferente. Um ano depois, chegaram Rune Østerhus (baixo) e Anders Høyvik Hidle (guitarra) e, em 1997, Vibeke Stene assume o posto nos vocais femininos. Em maio daquele ano já gravaram o primeiro material Demo, auto-intitulado. Logo chamaram a atenção da gravadora austríaca Napalm Records, com quem assinaram contrato. Pouco tempo depois veio a estréia em 'full lenght' com Widow's Weeds, que rendeu uma boa repercussão mundial. Mas o sucesso só veio mesmo com o trabalho seguinte, Beyond The Veil (1999), que mostrou a banda apostando mais na adição de orquestrações e coros na sonoridade, que já tendia para um lado pesado e sombrio. Após uma extensa turnê e prestes a iniciar a gravação do novo álbum, ocorre a saída do vocalista e guitarrista Morten Veland, que formou sua própria banda, Sirenia. Mas os noruegueses não desanimaram e deram a volta por cima com World Of Glass (2001). Nesta época deu-se a entrada de Kjetil Ingebrethsen, que ocupa o posto de Morten, e a efetivação de Østen Bergøy, que já havia participado em todos os álbuns, cuidando das partes de vocais masculinos limpos. Depois da turnê, que inclusive marcou a primeira visita em solo brasileiro, ficaram um longo tempo trabalhando em um novo material, e o resultado podemos conferir no novíssimo Ashes, que mostra uma sonoridade mais orgânica, direta e pesada, porém mantendo as características fundamentais da banda. Nesta entrevista, Anders nos conta todos os detalhes deste novo álbum e ainda cria uma grande expectativa para a nova visita da banda ao Brasil, que será ao lado do Kreator no mês de março. Confira!
Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768