12 de Dezembro 2017
RSS
Edição:
#135
Mês:
ABR
Ano:
2010
DESTAQUES SEÇÕES
Anvil
Black Sabbath
Bison B.C
Claustrofobia
Epica
Kiko Loureiro
Lion's Share
Megadeth
Mortification
Neuraxis
Steelheart
Transatlantic
Transatlantic
Background - Jeff Scott Soto - Final
Backspage
Blind Ear-Tomi Jountsen e Esa Holopainen
Classicover - I'm Eightee
ClassiCrew
Editorial
Eternal Idols - Mark St. John
Garage Demos
Hidden Tracks - Fight
Live Evil -Sebastian Bach E Guns N'roses
Live Evil - Focus / Municipal Waste
Live Evil - Benediction
Live Evil - Cannibal Corpse
Live Evil - Doogie White / Sirenia
Live Evil - Vince Neil / Master
Pôster - Iron Maiden Powerslave
Releases CDs
Releases DVDs
Roadie Collection – Stratovarius
Roadie News
Roadie Profile - Al Atkins
Stay Heavy Report
Black Sabbath
Por Ricardo Batalha-Antonio Carlos Monteiro

ANO DE COMEMORAÇÕES

Praticando um Blues pesado, com variações e improvisos herdados do Jazz, surgiu em Birmingham (ING) a banda que estabeleceu novos rumos para o Rock. O nome, vindo do cinema, seria usado inicialmente apenas para intitular uma música cadenciada, densa, pesada e macabra, indo ao encontro da constatação de que um grande público pagava para sentir medo vendo filmes de terror.

Porém, ao lançar o álbum de estreia há quarenta anos, Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward criaram bem mais que um grupo de Rock pesado. Forjaram um mito chamado Black Sabbath. "O tipo de letra que tínhamos, somado aos acordes de Tony, o jeito que eu tocava, o modo que Ozzy cantava e a maneira que Geezer tocava o baixo acabaram deixando a nossa música um tanto diferente", analisa o baterista Bill Ward com exclusividade para a ROADIE CREW.

Se no início Ozzy não gostava que classificassem a banda como Heavy Metal, hoje os músicos têm motivo de sobra para se orgulhar. "Me sinto privilegiado de depois termos sido classificados como uma banda de Heavy Metal, não só pela música mas também pelas letras e as imagens que usávamos no conceito da banda", destaca Ward.

Afora servir de referência máxima do estilo, o Black Sabbath celebra em 2010 os quarenta anos do lançamento de suas duas primeiras obras – Black Sabbath e Paranoid –, trinta anos do primeiro álbum com Ronnie James Dio – Heaven And Hell – e vinte anos de Tyr. "É muito legal que esta marca esteja sendo comemorada e por isso devo agradecer não só os fãs mas à imprensa", diz o baterista, que falou sobre os dois primeiros registros e a fase turbulenta que vivia quando Dio substituiu Ozzy.

Conversamos ainda com o baixista Neil Murray para contar sobre o quarto trabalho da fase com Tony Martin. Uma homenagem mais do que justa e merecida. Afinal, qual banda de Heavy Metal poderá atingir em apenas um ano uma marca tão expressiva como esta?

 

 
Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768