14 de Dezembro 2017
RSS
Edição:
#132
Mês:
JAN
Ano:
2010
DESTAQUES SEÇÕES
Slayer
Deicide
Gotthard
Iced Earth
Lynch Mob
Marduk
Oceano
Oficina G3
Ted Nugent
The Ordher
Twisted Sister
Winger
Zak Stevens
Background - Sepultura Parte 5
Backspage
Blind Ear Danilo Herbert (Mindflow)
Classicover - Women In Uniform
ClassiCrew
Editorial
Eternal Idols Duane Allman
Garage Demos
Hidden Tracks – Angel Dust
Live Evil - 8º Extreme Metal Fest
Live Evil - AC/DC
Live Evil - Entombed
Live Evil - Fear Factory
Live Evil - Grave Digger
Live Evil - Moonspell e Tiamat
Live Evil - Skid Row
Live Evil - Venom
Pôster - Dio
Releases CDs
Releases DVDs
Roadie Collection – Tankard
Stay Heavy Report
Roadie News
Slayer
Por Ricardo Batalha
 

TOM ARAYA: "SOMOS FÃS DA NOSSA BANDA"

O grupo norte-americano Slayer, um dos pilares do Thrash Metal, vem influenciando gerações de músicos desde a sua fundação, no início dos anos 80. Entretanto, ao invés de adotar uma postura de soberba e empáfia, que seria até considerada normal para quem ostenta posição de tamanho destaque e uma importância incontestável no cenário musical, o vocalista e baixista Tom Araya mostra que, quando se acredita no que faz, a chance de êxito é quase total. É notório que o sucesso da banda não se deu somente porque os músicos são fiéis aos seus princípios e fazem o que realmente curtem, mas o entusiasmo com que Tom Araya falou sobre o mais recente trabalho, World Painted Blood – décimo primeiro de estúdio –, é algo contagiante. Apesar do curto tempo destinado para a entrevista, o bem humorado Araya parecia um novato em início de carreira, tamanha era sua empolgação ao falar sobre o novo álbum. Parece que um dos ditados criados por sua enorme legião de fãs pelo mundo ainda continuará a ser repetido por um longo tempo: "Slayer é Slayer!". Como diria o próprio Araya: "Simples assim"...

 

 

KERRY KING

 

"O MAIS IMPORTANTE PRA MIM É O RESPEITO DOS FÃS"

 

Por Steven Rosen

Tradução: Antonio Carlos Monteiro

 

Todo mundo já ouviu rumores dando conta de que o Slayer estaria encerrando atividades. Só que ninguém acreditou. E quando você ler o que o guitarrista Kerry King fala nesta entrevista, aí é que não vai acreditar mesmo. Entusiasmado após o lançamento de World Painted Blood, King não parece disposto a pendurar sua B.C. Rich tão cedo. Muitos, aliás, têm saudado o novo disco como o melhor que a banda lançou nos últimos dez anos, o que torna esse tipo de comentário ainda mais sem sentido. Com solos furiosos como em Snuff, passando pelos riffs marcantes de Hate Worldwide e desembocando em temas mais sincopados como Americon, o disco transita por todas as facetas da banda e merece todos os elogios recebidos. Kerry King falou sobre o novo disco, sobre os discos antigos, sobre seu estilo de tocar guitarra e muito mais.

 

Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768