14 de Dezembro 2017
RSS
Edição:
#146
Mês:
MAR
Ano:
2011
DESTAQUES SEÇÕES
Motörhead
Biohazard
City Of Fire
Crazy Lixx
Kamelot
Madgator
Orphaned Land
Questions
Rammstein
Roger Hodgson
Shaman
The Rods
Woslom
Background – Made In Brazil Parte Final
Backspage
Blind Ear - Vinny Appice
Classicover - White Wedding
Classicrew - T. Rex/Gillan/Carcass
Editorial
Eternal Idols - Rhett Forrester
Garage Demos
Hidden Tracks - Girl
Live Evil-Blaze Bayley/Germán Pascual
Live Evil-Eluveitie/CircleIICircle/Steve
Live Evil-Motorcycle Rock Cruise
Melhores 2010 dos Leitores.
Releases CDs
Releases DVDs
Roadie Collection – Cathedral
Roadie News
Stay Heavy Report
Wanted Crew - Adrian Vandenberg
Profile - Lips (Anvil)
Poster - Sammy Hagar
Motörhead
Por Ricardo Batalha

100% AUTÊNTICO

        O baixista e vocalista inglês Ian Fraser “Lemmy” Kilmister, 65 anos de idade, tinha tudo para ser um derrotado e era visto como “aquele cara que não fala”. Depois, passou a ser um porta-voz do Rock e o ‘frontman’ de uma banda que quebrou barreiras. Adotando o lema “nascido para perder, viva para vencer”, Lemmy se tornou um ícone e contrariou os estereótipos vistos em um ‘rock star’ com sua aparência, incluindo as costeletas grandes e as verrugas. Inexplicavelmente, sua voz rouca atingiu todos os tipos de fãs de Rock e o Motörhead se tornou aquele tipo de banda que consegue agradar gregos e troianos, como se vê no recém-lançado documentário “Lemmy: “49% Motherfucker, 51% Son Of A Bitch”. Desde o novato, que trava contato com o Rock pela primeira vez, ao fã mais radical de Heavy Metal, passando pelos Punks e até mesmo junto aos “descolados”, o grupo liderado por Lemmy é unânime. Prestes a desembarcar mais uma no Brasil, onde o grupo se apresentará duas vezes este ano para promover o mais recente álbum, The Wörld Is Yours, o autêntico e sincero Lemmy falou com a ROADIE CREW.

Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768