14 de Dezembro 2017
RSS
Edição:
#145
Mês:
FEV
Ano:
2011
DESTAQUES SEÇÕES
Helloween
Bow Wow
Das Fossem
Dimmu Borgir
Exciter
Herman Rarebell
Lynyrd Skynyrd
Murderdolls
Primal Fear
Queensrÿche
Santana
Stratovarius
Tygers Of Pan Tang
Made In Brazil Parte 2
Backspage
Blind Ear - Rob Cavestany
ClassiCover - Alone Again Or
ClassiCrew
Editorial
Eternal Idols - Jon Nödtveidt
Garage Demos
Hidden Tracks - Giuffria
Live Evil - Cradle Of Filth
Live Evil - Sepultura
Live Evil - Trans-Siberia Orchestra
Live Evil - Watain / Mortuary Drape
Poster Jethro Tull
Releases CDs
Releases DVDs/BlueRay
Roadie Collection - Ratos De Porão
Roadie News
Roadie Profile - Jimi Jamison
Stay Heavy Report
Helloween
Por Thiago Sarkis

 

DEPOIS DA QUEDA... O COICE!

 

EM ALTO E BOM SOM

 

 

Para comemorar vinte e cinco anos desde a estreia com Walls Of Jericho (1985), o Helloween apostou em Unarmed (2010), uma inusitada compilação com releituras de seus maiores clássicos em estilos bem distantes do tradicional Power Metal da banda. Alguns fãs gostaram; a maioria, porém, torceu o nariz para os experimentos realizados no álbum e considerou o lançamento um equívoco. Mais apedrejado que na época em que gravou Chameleon (1993), o grupo ainda acumulava crédito, devido a uma carreira consistente e ao excelente Gambling With The Devil (2007), antecessor de Unarmed. Para colocar a casa em ordem, o quinteto prometeu, então, um disco pesado e rápido, e cumpriu a palavra em outubro último, com 7 Sinners (2010). Falando ao Brasil, Michael Weikath (guitarra) nos contou tudo sobre o novo álbum, criticou a Igreja Católica e posicionou-se quanto à atual formação, os antigos companheiros Roland Grapow (Masterplan), Kai Hansen (Gamma Ray) e Michael Kiske (Unisonic, Kiske/Somerville, Place Vendome) e a possibilidade de se reunir com eles.

Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768